Governo do Estado do Espírito Santo
04/06/2019 16h54 - Atualizado em 04/06/2019 17h01

Defesa Civil Estadual participa de reunião junto à Vale para discutir os impactos do possível rompimento da Barragem Sul Superior em Barão de Cocais - MG

Defesa Civil Estadual participa de reunião junto à Vale para discutir os impactos do possível rompimento da Barragem Sul Superior em Barão de Cocais - MG

Na manhã desta terça-feira, a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (CEPDEC), órgão integrante do Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo, participou de uma reunião junto à Vale para discussão dos impactos do possível rompimento da Barragem Sul Superior em Barão de Cocais – MG.

Na reunião a Vale apresentou as medidas a serem tomadas a fim de evitar a maior dispersão de resíduos de minério, bem como a probabilidade que os rejeitos têm de atingir o Espírito Santo.

O evento também contou com a presença de representantes da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEAMA), e do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (IEMA).

Na oportunidade o Coordenador Estadual de Proteção e Defesa Civil, Cel. BM André Có da Silva, fez uma breve explanação sobre a organização da Defesa Civil Estadual, bem como das atribuições dos órgãos que compõe o Comitê Estadual de Combate às Adversidades Climáticas, contidas no Plano Estadual de Proteção e Defesa Civil (PEPDEC).

A Vale esclareceu que baseada nos Estudos do Plano de Ação de Emergências para Barragens (PAEBM), a mancha de inundação que pode ser ocasionada no possível rompimento da Barragem Sul Superior não possui extensão suficiente para atingir os Municípios do Espírito Santo.

Quanto às medidas tomadas pela Vale, na mina Gongo Soco foram criados chicanes e barreiras metálicas a fim de reduzir a velocidade do fluido, grandes caixas secas para o auxiliar na sedimentação do rejeito, entretanto, ainda estão realizando estudos para analisar a qualidade e o possível tratamento da água em contato com os resíduos de rejeito de minério e as alternativas para o abastecimento dos Municípios que utilizam o Rio Doce para captação de água.

 

 

 

Texto:

Dione Henrique Duarte

 

E-mail: defesacivil@bombeiros.es.gov.br

Facebook: @defesacivilES

Instagram: @defesacivilestadual.es

 

Informações à Imprensa

Sesp: 3636-9937 / 99862-4006

 

 

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard